domingo, 7 de junho de 2009

TRAGÉDIA DA QUEDA DO AVIÃO DA VASP EM PACATUBA (NO CEARÁ) COMPLETA 27 ANOS



Os cearenses acordaram, dia 8 de junho de 1982, com a notícia de uma tragédia. Por volta das 2h25min, um Boeing 727-200 da Vasp chocou-se contra a Serra da Aratanha, a 30 quilômetros de Fortaleza, matando seus 137 passageiros, dentre os quais o industrial Edson Queiroz. Como ele, a maioria das vítimas vinha de São Paulo, onde participaram da Feira Internacional da Indústria Têxtil (Fenit).

Nem todos os corpos foram encontrados por causa da violência da colisão. O resgate foi complicado pelo difícil acesso ao local onde a aeronave caiu. Um enterro coletivo foi realizado, no Parque da Paz.

O acidente foi lembrado, durante 24 anos, como o maior da aviação brasileira. O triste recorde só foi superado pouco tempo depois, com a queda do Boeing 737-800 da Gol, na região norte de Mato Grosso, resultando em 154 mortes.

Um comentário:

conexao disse...

Olá Assis fiquei feliz em ver ^voçê por aqu,um grande abraço.

Aldemir-filho do Raimundo.